Aguarde. Carregando informações.

Campe

Plano Coletivo de Saúde dos Magistrados do Estado de Pernambuco, na modalidade de autogestão não patrocinada.

Teste do pezinho passa a detectar mais duas doenças

A partir desta terça-feira (26), o teste do pezinho feito nos bebês nascidos em São Paulo passa a detectar duas novas doenças, além das quatro já diagnosticadas anteriormente.

A mudança vai permitir a identificação precoce da hiperplasia adrenal congênita, falha na produção de hormônios das glândulas suprarrenais que impede que o bebê retenha água, e da deficiência de biotinidase, doença que não permite que a criança absorva a biotina, vitamina importante para o sistema neurológico e para a pele.

Teste do pezinho na faixa etária adequada tem aumento e chega a 70,1%

O teste anterior já detectava o hipotireoidismo congênito, a fibrose cística, a fenilcetonúria e a doença falciforme, além de outras hemoglobinopatias, explica Carmela Maggiuzzo Grindler, coordenadora estadual do Programa Nacional de Triagem Neonatal.

— Embora as duas novas doenças sejam raras, a detecção é importante para evitar a mortalidade precoce ou sequelas graves. Se o tratamento for iniciado rapidamente, a criança pode levar uma vida normal.

No caso da hiperplasia adrenal congênita, 80% das crianças morrem nas duas primeiras semanas de vida por um quadro agudo de desidratação. Por ano, 70 bebês nascem com o problema no Estado.

Já a deficiência de biotinidase leva à degeneração do sistema neurológico, com a ocorrência de convulsões e o consequente atraso no desenvolvimento psicomotor e intelectual. Como a doença também afeta a pele, a criança apresenta ainda descamações e vermelhidão no tecido.

O problema é ainda mais raro que a hiperplasia adrenal — são apenas seis casos por ano. O Estado de São Paulo tem, em média, 600 mil nascimentos anualmente.

Comentários

SOBRE A CAMPE

A CAMPE foi criada inicialmente para reembolso parcial de despesas médico-ambulatorial dos Magistrados e hoje é uma das mais sólidas e conceituadas Operadoras de Plano de Saúde de Autogestão do Estado de Pernambuco. Possui ampla rede credenciada e oferece serviços odontológicos com profissionais altamente qualificados, além de uma infra-estrutura com materiais e equipamentos de primeira linha. Devido a linha de ação adotada pela atual gestão, a CAMPE conta hoje com uma sede própria de 600 m² e portanto, com uma melhor estrutura para os seus funcionários e associados. Na CAMPE você é co-gestor.

+ Institucional

CONTATOS

Rua Comendador Bento Aguiar, 270,
Madalena, Recife, Pernambuco + Veja no Mapa

Info.: (81) 3227-7681 | (81) 3036-3311

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Todo conteúdo é de uso exclusivo da Campe.